Estudante da rede municipal de ensino de Miracema tem melhor redação sobre passeio ecológico

WhatsApp-Image-2019-04-09-at-105649-1
WhatsApp-Image-2019-04-09-at-105649
WhatsApp-Image-2019-04-09-at-105649-1 WhatsApp-Image-2019-04-09-at-105649

A estudante Khayllene Cristtine  Silva Sousa, do 5º ano B, teve a melhor redação sobre passeio ecológico. A atividade de produção textual foi proposta em decorrência do Passeio Ecológico na Praia do Paredão com alunos do 4º, 5º e 6º ano do ensino fundamental da Escola Municipal Francisco Martins Noleto. O passeio foi promovido pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Meio Ambiente, em parceira com a Secretaria Municipal de Educação e em cumprimento ao Calendário Nacional do Meio Ambiente, alusivo ao Dia do Turismo Ecológico.

A correção do texto foi realizada pelos professores Maria José Gomes da Costa, Maria de Fátima Silva e Mário Tavares. A escolha da redação foi realizada entre a equipe pedagógica da Escola Municipal de Ensino Fundamental Francisco Martins Noleto, no qual cinco funcionários realizaram a leitura das produções de texto dos alunos participantes e escolheram a produção da discente, Khayllene. A votação foi secreta e a estudante obteve o total de 4 votos. Confira abaixo a produção textual: 

 Por Khayllene Cristtine Silva Sousa

Passeio Ecológico na Praia do Paredão

 

       O meu primeiro passeio ecológico foi lá na Praia do Paredão, eu e um grupo de vinte alunos.  Primeiro, quando a gente chegou lá, nós lanchamos. Depois, tivemos uma palestra com um engenheiro ambiental sobre Meio Ambiente. Falamos com o dono da Praia do Paredão e com sua esposa. Eles falaram da importância de manter o lugar limpo. Depois desta palestra, tivemos outra com uma jornalista.

      Começamos o passeio por uma estrada com mato, e com muitas pedras. As pedras dessa estrada eram grandes, pequenas e médias. Também, tinha uma descida bem legal e quase todas as pessoas teve medo. Claro que eu também, tive medo de descer, mas nem tanto e lá no final da estrada, tinha uma pedra grandona e alta e atrás dela, embaixo tinha o rio Tocantins lindo! Então, voltamos para subir as pedras de volta e pra subir, aquela subida de volta era o mais difícil.

     Quando chegamos ao inicio de onde começamos, nós descansamos, tomamos água e continuamos o passeio por outra trilha, e nessa trilha tinha uma escada de madeira. Nós descemos por ela, e as pessoas desciam agarradas nos paus de segurança. Eu fiquei de boa, “mais ou menos com medo”.

     No final dessa escada, tinha um lugar com terra branca, e tinha também, outra escada que chegava ao rio, mas, nós não descemos nela, porque o rio estava cheio. É que choveu e tiveram que soltar a água do lago nesse dia. Então nós voltamos.

    Quando nós chegamos a casa, descansamos novamente, e tivemos uma palestra sobre a planta Ipê Amarelo.  Foram escolhidos alguns alunos e distribuídos às plantas entre eles. Depois, plantaram em locais diversificados com a ajuda do homem que explicou sobre a mesma.

      Então, quando a gente chegou ao local do descanso, o engenheiro, a jornalista e a dona do projeto, conversaram com todos os alunos sobre tudo que a gente tinha feito, sobre a estrada, sobre a trilha, sobre a plantação da planta Ipê Amarelo e sobre a palestra, explicando sobre a importância da conscientização do Meio Ambiente e a preservação da natureza. Depois, que conversamos sobre tudo isso, nós lanchamos outra vez, e arrumamos nossos materiais para irmos embora. E quando estávamos saindo ganhamos uma flor de chocolate. Nós fomos embora, chegamos à escola, e na sala de aula fizemos algumas tarefas, e fomos embora para nossas casas.

       Portanto, esse foi meu primeiro passeio ecológico, gostei muito, porque aprendi muito sobre como preservar o Meio Ambiente e a natureza.    


Imprimir   Email