Ministério da Saúde antecipa campanha de vacinação contra gripe para esta segunda-feira, 23, vacina NÃO previne contra coronavírus

Ministério da Saúde antecipa campanha de vacinação contra gripe para esta segunda-feira, 23, vacina NÃO previne contra coronavírus

Por Juliana Carneiro / Foto: Ronys Rocha

A Prefeitura de Miracema do Tocantins, por meio da Secretaria Municipal de Saúde comunica à população que o Ministério da Saúde antecipou para esta segunda-feira, 23, a Campanha de Vacinação contra gripe, que geralmente acontece no mês de  abril.

A medida visa proteger de forma antecipada os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. A vacina contra influenza NÃO tem eficácia contra o coronavírus, porém, neste momento, irá auxiliar os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para coronavírus, já que os sintomas são parecidos. E, ainda, ajuda a reduzir a procura por serviços de saúde.

1ª etapa: idosos e trabalhadores da saúde.

Nesta primeira etapa, os públicos prioritários são idosos e trabalhadores da saúde, a vacina ficará disponível até 15 de abril. Serão realizadas mais duas etapas em datas e para públicos diferentes, alcançando cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o país. A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos, até o dia 22 de maio. Para isso, foram adquiridas 75 milhões de doses da vacina, que já estão sendo enviadas aos estados. O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece no dia 9 de maio (sábado). Nesta data, os 41 mil postos de saúde ficarão abertos para atender todos os grupos prioritários.

Estudos e dados apontam que casos mais graves de infecção por coronavírus têm sido registrados em pessoas acima de 60 anos, grupo que corresponde a 20,8 milhões de pessoas no Brasil. Por isso, a primeira etapa da campanha contempla esse público.

2ª etapa: doentes crônicos, professores e profissionais das forças de segurança e salvamento.

A etapa seguinte da campanha terá início no dia 16 de abril com objetivo de vacinar doentes crônicos, professores (rede pública e privada) e profissionais das forças de segurança e salvamento.

3ª e última fase: crianças e demais públicos discriminados abaixo.

A última fase, que começa no dia 9 de maio, priorizará crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Para viabilizar a campanha, o Ministério da Saúde investiu R$ 1 bilhão na aquisição de 75 milhões de doses da vacina. Até o momento, a pasta enviou aos estados 15 milhões de doses e mais 4 milhões serão distribuídas até o final de março. A vacina, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2).

ESCALA DE FUNCIONAMENTO PROVISÓRIO DAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE DE MIRACEMA DO TOCANTINS 

1ª SEMANA - DAS 7h às 18h

SEGUNDA – FEIRA

23/03/2020

TERÇA- FEIRA

24/03/2020

QUARTA-FEIRA

25/03/2020

QUINTA – FEIRA

26/03/2020

SEXTA- FEIRA

27/03/2020

 

ALAÍDES  DO AMARAL

 

ALAÍDES  DO AMARAL

 

UNIVERSITÁRIO

 

ALAÍDES  DO AMARAL

 

UNIVERSITÁRIO

 

CORRENTINHO

 

SANTO DUMONT

 

CORRENTINHO

 

SANTOS DUMONT

 

CORRENTINHO

 

FILOMENA

 

FILOMENA

 

RAIMUNDO BELA

 

FILOMENA

 

RAIMUNDO BELA

 

POLICLÍNICA (ADELAIDE)

 

POLICLÍNICA (BREJINHO)

 

POLICLÍNICA (ADELAIDE)-

 

POLICLÍNICA (BREJINHO)

 

POLICLÍNICA (BREJINHO)

OBS: APÓS TÉRMINO DA SEGUNDA SEMANA, RETORNA FLUXO DA PRIMEIRA SEMANA.

 

2ª SEMANA - DAS 7h às 18h

SEGUNDA – FEIRA

30/03/2020

 

TERÇA- FEIRA

31/03/2020

QUARTA-FEIRA

01/04/2020

QUINTA – FEIRA

02/04/2020

SEXTA- FEIRA

03/04/2020

 

ALAÍDES DO AMARAL

 

UNIVERSITÁRIO

 

UNIVERSITÁRIO

 

ALAÍDES DO AMARAL

 

UNIVERSITÁRIO

 

CORRENTINHO

 

SANTOS DUMONT

 

CORRENTINHO

 

SANTOS DUMONT

 

SANTOS DUMONT

 

FILOMENA

 

RAIMUNDO BELA

 

RAIMUNDO BELA

 

FILOMENA

 

RAIMUNDO BELA

 

POLICLÍNICA (ADELAIDE)

 

POLICLÍNICA (BREJINHO)

 

POLICLÍNICA (ADELAIDE)

 

POLICLÍNICA (ADELAIDE)

 

POLICLÍNICA (BREJINHO)

OBS: APÓS TÉRMINO DA SEGUNDA SEMANA, RETORNA FLUXO DA PRIMEIRA SEMANA.

 

CASOS DE INFLUENZA NO BRASIL

O Ministério da Saúde mantém a vigilância da influenza no Brasil por meio da vigilância sentinela de Síndrome Gripal (SG) e de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em pacientes hospitalizados. São 114 unidades distribuídas em todas as regiões geográficas do país e tem como objetivo principal identificar os vírus respiratórios circulantes, permitir o monitoramento da demanda de atendimento dos casos hospitalizados e óbitos.

Em 2020, até a Semana Epidemiológica 11 (14 de março), foram registrados 165 casos e 13 óbitos por Influenza A (H1N1), 139 casos e 14 óbitos por Influenza B e 16 casos e 2 óbitos por Influenza A (H3N2). O estado de São Paulo concentra o maior número de casos de H1N1, com 42 casos e 2 óbitos. Em seguida, estão a Bahia (40 casos e 3 óbitos) e o Paraná (20 casos e 5 óbitos). No ano passado, o país registrou 5.800 casos e 1.122 óbitos pelos três tipos de influenza.

Fonte: Ministério da Saúde

 

 

 


Imprimir   Email